Giant Satoshi – o primeiro fundo de cripto da Giant Steps

satoshi-criptomoeda-fundo

Dentro de alguns dias, lançaremos nosso mais novo produto: Giant Satoshi Cripto FIC FIM, o primeiro fundo da indústria brasileira com benchmark em Bitcoin. Satoshi é um fundo long biased que, inicialmente, operará os futuros dos dois principais criptoativos: BTC e ETH.

Bitcoin e Ethereum são as duas moedas mais líquidas e, conjuntamente, representam mais de 75% da capitalização total do mercado de cripto – daí nossa opção em começar o fundo com esses ativos. Futuramente, Giant Satoshi poderá expandir seu portfólio para outras moedas.

A gênese do mercado de criptomoedas foi a divulgação, em 2008, de um white paper numa lista de e-mails sobre criptografia. O paper descrevia uma “moeda digital” que poderia ser transferida eletronicamente através uma rede peer-to-peer, cada transação sendo verificada criptograficamente e registrada num “livro caixa” distribuído. A real identidade do autor, sob o pseudônimo Satoshi Nakamoto, permanece um mistério.

Após pouco mais de uma década, a moeda digital proposta naquela lista de e-mails – o Bitcoin – passou de curiosidade acadêmica para um ativo cujo market cap se mede em trilhões de dólares. Além do Bitcoin, muitas outras criptomoedas entraram em circulação. Dentre elas destaca-se o Ethereum, cujo conceito difere do Bitcoin em alguns aspectos técnicos, mas que também se tornou imensamente popular.

Apesar do crescimento exponencial em popularidade, cripto é uma inovação financeira que, desde sua concepção teórica até hoje, como classe de ativo consolidada, é cercada de controvérsia.

Meio de pagamento ou reserva de valor?

Forma de pagamento descentralizada, anônima e sem intermediários ou… maneira de realizar transações potencialmente escusas à margem de reguladores e da lei?

Alternativa libertária a moedas fiduciárias, livre do controle de governos e Estados Nacionais (e suas máquinas de impressão), ou retrocesso a um padrão de moeda lastreada, anacrônico e obsoleto?

Revolução financeira ou… bolha especulativa?

Essas são apenas algumas das questões para as quais há bons argumentos de ambos os lados e de que nós, da Giant Steps, não nos ocupamos.

A nós, como gestores sistemáticos, criptomoedas são particularmente atraentes por algumas propriedades singulares à classe.

Para começar, têm crescente liquidez e estão disponíveis em vários instrumentos que operam em diversas plataformas e bolsas. Apesar disso, ainda não completaram a transição para ativo maduro e institucionalizado. Por motivos diversos (escala, regulamentação etc.), os grandes players ainda estão ausentes do mercado de cripto.

Essa ausência significa, em princípio, maior espaço para geração de retornos através de algoritmos, estratégias sistemáticas e arbitragem. A alta volatilidade da classe é também uma característica atraente, uma vez que gera oportunidades – por exemplo, para estratégias como trend-following ou market-making – e pode oferecer payouts típico de opções.

Finalmente, criptomoedas têm baixa correlação com outros ativos e podem ser excelente fonte de diversificação para carteiras de investimento.

Como gestores quantitativos, somos agnósticos em relação ao potencial transformativo de tecnologias inovadoras como cripto. Nossa missão é gerar resultados excepcionais para nossos cotistas. O fundo Giant Satoshi foi desenhado para explorar as oportunidades criadas por essa nova classe.

Para mais informações sobre o fundo, acesse: Fundo Giant Satoshi

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Este site utiliza cookies para aprimorar sua experiência, ou seja, armazenamos dados para análise e para produção de conteúdo adaptado ao seu interesse. Ao clicar em "Aceito" você concorda em armazenar cookies em seu dispositivo. Para saber mais, leia nossa Política de privacidade e Cookies.